Ex-miliciano do RJ é preso suspeito de ordenar morte de diretora de cadeia da cidade do Ingá - Gil Costa em Ação
ÚLTIMAS NOTÍCIAS :
Home » , , » Ex-miliciano do RJ é preso suspeito de ordenar morte de diretora de cadeia da cidade do Ingá

Ex-miliciano do RJ é preso suspeito de ordenar morte de diretora de cadeia da cidade do Ingá

Escrito por: gilberlania costa on quarta-feira, 23 de março de 2016 | 07:30:00


Foram presos, na manhã desta terça-feira (22), dois dos três homens suspeitos de terem envolvimento na morte da ex-diretora da cadeia pública de Ingá, Córdula Veloso Borges, assassinada a tiros no dia 20 de outubro do ano passado. O homem apontado pela polícia como mandante do crime foi preso na cidade de Itatuba (Agreste do estado, a 120 km de João Pessoa). Já um dos executores foi preso no bairro José Américo, na Capital. As ações aconteceram durante a Operação Sentinela, deflagrada pelas polícias Civil e Militar. 


De acordo com o delegado Hugo Lucena, que comandou a operação, o crime teve como motivação retaliação e desejo de vingança. Ainda conforme a autoridade, o mandante do crime já atuou em uma milícia no Rio de Janeiro e é investigado por tentativa de homicídio em Itatuba. 


"O mandante do crime tem uma empresa de segurança em Itatuba e expandiu o negócio para Ingá. Só que Córdula, que tinha o hábito de fazer denúncias, percebeu que práticas ilícitas eram realizadas na empresa e resolveu denunciar. O Ministério Público instaurou um procedimento administrativo para investigar a empresa e o proprietário, como forma de se vingar dela, encomendou sua morte", explicou, em conversa com o Portal Correio.


"A partir desse momento ele contratou duas pessoas para executar o crime. O que foi preso hoje inclusive é um criminoso muito procurado na região metropolitana de João Pessoa, por envolvimento com outras mortes e tráfico de drogas. Com a prisão dele, iniciamos uma nova etapa da investigação, que é a busca pela identificação do outro executor do crime", completou.
Hugo Lucena disse ainda que, com a morte de Córdula Veloso, as investigações contra a empresa do mandante do crime haviam sido paralisadas. A partir da prisão dos suspeitos, as práticas ilícitas denunciadas pela ex-diretora da cadeia de Ingá devem voltar a ser apuradas. O delegado não adiantou em que consistem as irregularidades apontadas pela vítima.  


Os dois suspeitos presos serão levados para a Central de Polícia Civil da Capital, no bairro do Geisel. Eles devem ser transferidos para um presídio nas próximas horas, conforme determinação da justiça de Ingá.
O crime


Córdula Veloso Borges foi encontrada morta dentro de um carro na manhã do dia 20 de outubro de 2015. De acordo com a polícia, ela foi perseguida durante trajeto em trecho da BR-230, em Ingá. Dois suspeitos, um deles preso nesta terça, emparelharam um veículo com o da ex-diretora da cadeia pública da cidade. Vários tiros foram efetuados e a vítima foi atingida por pelo menos quatro disparos. Ela estava acompanhada por um neto e pessoas a quem costumava dar caronas, mas nenhuma dessas pessoas foi baleada.

Share this article :

0 comentários:

Speak up your mind

Tell us what you're thinking... !

 
Support : A2 Comunicação Visual | Dinho Andrade
Agência Digital A2 Comunicação Visual
Copyright © 2016. Gil Costa em Ação - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Dinho Andrade